O cuidado está no nosso DNA


Exames

Confira a lista de exames que o laboratório Bom Partor oferece para você.
Clique sobre o nome exame e veja as especificidades e instruções para realizar a coleta.


Nome:
LISTERIOSE, SOROLOGIA

Palavra-chave:
LISTERIOSE, SOROLOGIA

Material:
Soro

Instruções:
Jejum aconselhável de 4 horas

Comentário:
Listeria monocytogenes, é um bacilo gram-positivo que causa aborto, meningite neonatal ou puerperal, septicemia ou meningites em imunodeprimidos. Os resultados das reações sorológicas devem ser interpretados com cautela, pois reações cruzadas são frequentes em decorrência de determinantes antigênicos comuns entre a L. monocytogenes e bacterias gram-positivas. O teste de aglutinação apresenta sensibilidade de 32% nos quadros de meningoencefalite e/ou septicemia. O resultado de uma amostra nem sempre é conclusivo, devendo-se sempre realizar duas coleta, com 15 dias de intervalo. Uma elevação de quatro vezes nos títulos é sugestivo de infecção recente. No caso de aborto, o isolamento em cultura do material curetado confirma o diagnóstico. Interpretação dos resultados: Os antígenos de Listeria usados na reação são referentes às estirpes de Listeria do tipo 1 e 4b dos antígenos celulares O e antígenos flagelares H. Os critérios de interpretação de resultados deve-se levar em consideração a possibilidade de reações cruzadas como a produção de anticorpos pelo paciente referente a outras bactérias gram-positivas, como estafilococos e estreptococos. A soro-conversão na infecção por Listeria é representada por títulos iguais ou maiores que 1:320, ou por aumento de 4 ou mais vezes no soro. No decurso da infecção, os anticorpos celulares anti-O são os primeiros a aparecer, seguidos 10 a 15 dias mais tarde dos anticorpos flagelares anti-H. A presença isolada de anti-O pode indicar início de uma infecção ou uma reação cruzada. A presença simultânea de anti-O e anti-H é significativa para uma infecção atual e a presença de apenas anti-H testemunha uma infecção antiga. A presença de anti-O não seguida de anti-H pode indicar uma reação cruzada. O “padrão-ouro” para o diagnóstico é o encontro da bactéria em cultura de amostras de sítios estéreis mas, em alguns casos, a aglutinação é útil para o diagnóstico.


Entre em contato e agende seu exame