O cuidado está no nosso DNA


Exames

Confira a lista de exames que o laboratório Bom Partor oferece para você.
Clique sobre o nome exame e veja as especificidades e instruções para realizar a coleta.


Nome:
CITOMEGALOVÍRUS, PCR

Palavra-chave:
Citomegalovírus DNA detector qualitativo
Detecção do DNA do Citomegalovírus (CMV)

Material:
Diversos

Instruções:
TEMPO DE JEJUM
- Amostras de sangue: jejum não obrigatório.
INSTRUÇÕES
- Não realizamos a coleta do material, líquor, líquido aminiótico, fragmento de biópsia, lavado brônquico alveolar, pois trata-se de um procedimento médico.

Comentário:
O Citomegalovírus (CMV) é um vírus de DNA que pertence à família dos herpes vírus. Em adultos saudáveis, o CMV em geral é assintomático, e às vezes, pode apresentar quadro clínico semelhante à mononucleose infecciosa. É encontrado na saliva, urina e outros fluídos corpóreos como o semen e secreção vaginal. A importância da infecção pelo CMV é maior quando ocorre a transmissão da gestante para o feto, dado seu poder de interferir na formação de orgãos e tecidos fetais. Manifestações graves podem ocorrer quando o CMV é adquirido ou se reativa em pacientes imunossuprimidos (transplante, AIDS). A PCR é útil nas seguintes situações:
Meningoencefalite ou outras alterações neurológicas; a PCR pode ser realizada no liquor com sensibilidade que varia nos trabalhos, de 80 a 92% e especificidade de 98%. Diagnóstico pré-natal: quando a gestante apresenta um quadro de infecção aguda e pretende-se afastar a possibilidade de infecção intra-uterina. A PCR pode ser realizada no liquido amniótico. Infecção do recém-nascido: a detecção do CMV na urina ou sangue de RN nas três primeiras semanas de vida define a infecção congênita. A sensibilidade e especifidade são de 98% e 100%, respectivamente. Infecção localizada em orgão-alvo: a PCR-CMV pode ser feita em liquidos corporais ou material de biópsia de lesões ou orgãos suspeitos.


Entre em contato e agende seu exame