Exame Preventivo: Dúvidas Frequentes

Categoria: Exames | Data: 13.10.2023
Exame Preventivo: Dúvidas Frequentes

O SEU PREVENTIVO PODE SER AINDA MAIS COMPLETO!

CONHEÇA O EXAME DE PAPANICOLAU EM MEIO LÍQUIDO

Perguntas frequentes:

1) Por que realizar a Citologia em Meio Líquido + pesquisa de ISTS?

A Citologia em Meio Líquido permite aumentar a sensibilidade e especificidade do exame de Papanicolau, por ser mais sensível na detecção de lesões de baixo grau, ajudando tanto na prevenção como no tratamento precoce. Além dessa vantagem, o volume excedente do material coletado pode ser utilizado para a pesquisa dos principais patógenos associados com as infecções sexualmente transmissíveis (ISTS), que afetam a sua saúde sexual e reprodutora.

2) Há diferença na coleta?

Sim, a secreção cervico-vaginal coletada é colocada em um tubo contendo solução conservante, que auxilia tanto na preservação da morfologia celular como do material genético de possíveis patógenos.

3) Por que realizar a pesquisa de HPV?

O Papilomavirus Humano (HPV) representa a IST mais comum no mundo. Essas infecções são tipicamente assintomáticas ou resultam em tumores benignos, mas eventualmente podem progredir para Neoplasia intra-epitelial cervical (NIC) de alto grau ou câncer. Essa progressão está fortemente associada ao genótipo do HPV (16 e 18 são os que oferecem maior risco) e à persistência da infecção. Há também os subtipos de baixo risco, que estão associados ao desenvolvimento de verrugas genitais (condilomas acuminados). O câncer cervical (ou de colo do útero) é o terceiro tumor mais frequente na população feminina, sendo a quarta maior causa de morte em mulheres por câncer no Brasil.

4) Preciso realizar a pesquisa de outras ISTs além do HPV?

As ISTs são um grave problema de saúde pública. Entre as infecções mais comuns, as manifestações clínicas são caracterizadas por corrimentos, feridas, bolhas ou verrugas, o que pode dificultar no diagnóstico diferencial do patógeno. A correta conduta terapêutica é essencial para evitar complicações, como por exemplo a Doença Inflamatória Pélvica (DIP) e a Infertilidade. As técnicas de Biologia Molecular têm alta sensibilidade e especificidade, sendo recomendadas pelos principais órgãos de saúde internacionais, como o CDC (Centers for Disease Control and Prevention).

5) Quais outros patógenos posso pesquisar além do HPV?

Podem ser pesquisados os 7 patógenos a seguir: Chlamydia trachomatis, Neisseria gonorrhoeae, Mycoplasma genitalium, Mycoplasma hominis, Trichomonas vaginalis, Ureaplasma urealvtcum e Ureaplasma parvum.

Download do arquivo

Pesquisa de
satisfação

Priorizando o melhor atendimento para você, nosso cliente, criamos essa pesquisa.
Com ela, buscamos entender como melhorar ainda mais nosso relacionamento.

Participe
Selo Pesquisa de satisfação Pesquisa de satisfação